.
Quem utiliza os 3 meses de avaliação do Apple Music e não deseja ser cobrado ao final do período pode cancelar a reativação automática do serviço.

Anunciado em 30 de junho deste ano, o Apple Music surgiu para concorrer com outros serviços de streaming como Spotify, Tidal e Deezer e custa 4,99 dólares por mês, um preço que nem todos acharam acessível.

Se você não pretende assinar o serviço e apenas aderiu ao teste de 3 meses oferecido, saiba que é possível cancelar a renovação automática para não ser cobrado indevidamente em seu cartão de crédito.

Para isso, basta acessar Ajustes > iTunes Store e App Store e tocar em sua ID Apple no topo da tela. Depois, selecione Ver ID Apple. Digite a senha de sua conta do iTunes.



Em Assinaturas, toque em Gerenciar e desative a renovação automática. A data com o término da avaliação também aparecerá nesta tela.


Caso mude de ideia e queira assinar o serviço, toque sobre o preço dos planos Individual ou Familiar e depois em Assinar.


Fonte: Info Abril



LEIA MAIS »
Como todos sabem, a HD retirada da PS3 ou PS4 é inacessível ao PC, pois normalmente está no formato NAT32 em vez de NTSC.

Entretanto, quando as pessoas retiram/trocam a HD, a maioria deixa a HD em algum lugar e não dão mais utilidade a mesma.

Recentemente mudei a HD de 500GB da minha PS4 para uma HD de 2GB e depois de muita pesquisa (mas muita mesmo), consegui transformar a antiga HD numa HD externa para PC.

Segue o Passo-a-Passo (não precisa instalar nenhum programa):

1. Conecte a sua HD externa, via USB e ligue-a no PC;

2. Abra o Run ou Aperte as teclas WinKey + R (abrirá uma caixa de diálogos);

3. Digite o seguinte código na caixa de diálogo que abrir: diskmgmt.msc

4. Aparecerá uma mensagem para você reconhecer a HD externa, clique em Sim

5. Abrirá um programa do próprio Windows, e neste programa, clique com o botão direito do Mouse/Rato sobre a caixa onde conste a HD que deve estar com a seguinte mensagem "Não alocado". Se tiver partições dentro da HD, basta apagar uma a uma. "Cuidado não apagar por engano outra HD ou o Disco do PC. :)"

6. Clique sobre a mensagem : "Novo Volume Simples". 

7. Pronto, siga o assistente do Windows e clique em avançar em todas as caixas de diálogo e PRONTO, a HD será formatada e ficará pronta para uso. 

8. Feche o programa e bom proveito com a sua nova HD Externa.


LEIA MAIS »
Por mais que o Windows 10 tenha trazido várias melhorias em relação às versões anteriores, isso não quer dizer que a plataforma está livre de problemas.
Assim como acontece com todo sistema recém-instalado, ele tem alguns programas considerados padrões e nem sempre isso se encaixa com aquilo que você quer.
Só que a coisa fica ainda mais complicada quando você percebe que alterar isso não é mais tão simples como acontecia no Windows 7 e 8.
Tanto que a própria Mozilla veio a público criticar a Microsoft pela remoção da opção que dava ao usuário a possibilidade de definir um navegador principal diretamente pelo programa.
Isso significa que, por mais que você acesse o Firefox ou o Google Chrome todos os dias, o sistema não vai oferecer a possibilidade de torná-lo o aplicativo padrão, que continuará sendo o Edge.
No entanto, você não precisa ser refém daquilo que a empresa está oferecendo: basta mudar essa opção manualmente. E o processo não é nada complicado e pode ser resolvido com poucos cliques. Para não ser mais surpreendido com aquela janela do Edge abrindo quando você clicar em um link no Skype ou mesmo dentro do próprio Windows 10, veja a seguir como alterar os aplicativos padrões do sistema.

Passo 1


Abra o Menu Iniciar e selecione "Configurações".


Passo 2


Na nova janela, selecione o item "Sistema". É a partir dele que você tem acesso a configurações básicas do Windows 10, incluindo a seleção de programas para cada tarefa, além de ajustar a resolução e o consumo de energia do seu computador.

Passo 3


Ao ser levado para outra tela, repare que há uma série de pequenas opções localizadas à esquerda.
Selecione "Aplicativos Padrão" para exibir a lista de programas que devem ser abertos em cada tarefa.
Você pode modificar os aplicativos que serão usados para Calendário, E-mail, Mapas, Player de Música, Visualizador de Fotos, Player de Vídeos e Navegador de Web. Depois, clique sobre a opção que deseja mudar e escolher o programa de sua preferência.
O interessante é que o próprio Windows 10 oferece algumas opções com base naquilo que você já tem instalado no computador, o que torna tudo mais simples. Caso ache necessário, é possível ainda procurar por algo na Loja.



Definir por formato


Há também a possibilidade de definir qual aplicativo deve ser usado para abrir um formato específico. Quer que seus vídeos em .MKV abram o VLC em vez do Media Player clássico? Sem problemas: é possível fazer isso sem passar por esse processo manualmente a cada nova execução.

O Windows 10 oferece essa personalização de maneira simples e a partir do mesmo menu em que você altera as funções básicas vistas anteriormente. Basta ir até a tela de seleção descrita acima e, na parte inferior da tela, selecionar a opção "Escolha os aplicativos por tipo de arquivo".

Depois, é só procurar o formato desejado na lista e definir qual programa você pretende usar. Assim como com as demais escolhas, o sistema sugere algumas opções com base no que está instalado na máquina e no tipo específico do arquivo, o que evita possíveis problemas.

Fonte: Canaltech


LEIA MAIS »

iCloud no Browser


5 passos para usar o serviço na nuvem da Apple pelo seu navegador

1. O seu nome de usuário: assim que ativar o iCloud no seu iPhone, outro aparelho iOS ou no computador, ele também estará acessível em icloud.com. Então, é possível acessar os seus principais dados de qualquer dispositivo conectado à internet, por meio da sua Apple ID. 

2. iCloud mail: se você criou uma conta de email iCloud, poderá ler suas mensagens no browser. Porém, isso não dá acesso a suas outras contas de e-mail, como o Gmail, por exemplo.

3. Contatos: sincronize os seus contatos com o iCloud e você poderá ter acesso a eles pela web. Se você perder o seu iPhone ou iPad você poderá, inclusive, resgatar os seus contatos em um aparelho substituto, usando os dados armazenados na iCloud.

4. Encontre o meu iPhone: se você ativou essa opção em seus Ajustes, poderá descobrir a última localização de todos os seus aparelhos num mapa.

5. iWork no iCloud: se você usa algum dos apps da iWork no iOS ou OS X, pode salvar esses arquivos na web também. Basta acionar a sincronização do iCloud nos ajustes em cada um dos apps, além dos Documentos & Informações nos ajustes da iCloud. Os seus arquivos salvos agora podem ser acessados de qualquer equipamento com internet, também sendo possível editá-los num browser, mesmo se o computador não tiver os apps instalados.



LEIA MAIS »
Fifa 16 ganhou um novo vídeo que conta com as melhorias tão aguardadas pelos jogadores. As inovações de posicionamento, movimentação e inteligência artificial da defesa, do meio-campo e do ataque foram divulgadas e explicadas. O game será lançado em 25 de setembro para PS4Xbox OnePS3Xbox 360 e PC. Confira as novidades dos três setores.

Confiança na defesa
Um dos pontos mais criticados do Fifa 15 parece se resolver na versão 16. A agilidade defensiva trará 25 alterações para melhorar a marcação homem a homem do game. Há também liberdade a mais movimentos para se fazer ao acompanhar um atacante rápido e habilidoso. O destaque fica por conta da rápida recuperação após um carrinho. Ao fazer o movimento, basta pressionar novamente o mesmo botão para que o jogador levante rápido e posso emendar um contra-ataque ou se recuperar de um carrinho mal dado.
Toda a defesa trabalhará mais como um time e estará mais compactada. Em situações de uma eventual saída de bola errada, seus companheiros perceberão o perigo e estarão mais bem posicionados para evitar o gol. Caso a defesa não pare o ataque, há ainda a última esperança: os goleiros. Criticados no Fifa 15, os guarda-redes do novo game aparentam mais velocidade e uma evolução ao defender chutes de longe que vão alto, próximo ao travessão.
Controle o meio-campo
Fifa 16 focará mais no trabalho do meio para chegar ao ataque. O novo sistema permite que os jogadores interceptem mais bolas e se posicionem melhor. No Fifa 15 o meio de campo praticamente não existia e a correria se destacava. Um dos maiores exemplos do buraco que havia no meio é o famoso kick-off glitch.
Outra inovação é o chamado "passe direto". Com ele é possível dar mais agilidade ao jogo sem abusar do passe dos jogadores. O efeito é semelhante ao do botão de enfiada, porém promete ser mais efetivo e com menos probabilidade ser interceptado.
Momentos de magia
O cruzamento dinâmico é a novidade do ataque para combater a nova defesa. Basta dar dois ou três toques no botão para que os cruzamentos passem por trás da linha defensiva. A mira dos passadores também foi reformulada e será necessário abrir espaços para que tais bolas façam determinada curva.
O chute também sofreu alterações e promete fazer o usuário sentir quando pegou bem ou mal na bola. Assim como no último trailer, foi mostrado o sistema de drible sem tocar na bola, onde os produtores capturaram os movimentos de Lionel Messi.

Fonte: TechTudo
LEIA MAIS »
Qual é a sua reação quando você compra um smartphone e antes de ter o prazer de desfrutar de todos os recursos que ele oferece, o equipamento ser roubado ou você perdê-lo? 
Tenho certeza que a sua reação não é das melhores e o pior, ter que lhe dar com o roubo/perda de um equipamento que você mal comprou é péssimo.
Portanto, não se deixe levar pelo sentimento de perda antes de tentar fazer alguma coisa para recuperar.
Neste post te darei algumas dicas para que você tente localizar o seu smartphone, além disto, ter controle sobre o áudio e capturar sons que estão ao redor, ter acesso a câmera, localização por GPS e etc.
Antes mesmo que o pior aconteça (e queremos que nunca aconteça), você deve estar atento para a instalação de aplicativos de segurança como o Android Lost.
Esse tipo de aplicativo promete lhe ajudar a recuperar o seu smartphone em caso de perda ou roubo.
Uma outra dica é ter o número IMEI do seu aparelho guardado em algum lugar seguro em casa. Você pode conseguir o IMEI através da nota fiscal/fatura ou até mesmo abaixo da bateria do equipamento.  Com o IMEI você poderá fazer um boletim de ocorrência na polícia e em seguida, contatar a operadora para solicitar o bloqueio do aparelho e do chip se for necessário. A operadora pedirá uma cópia do B.O para efetuar o bloqueio.

Como usar o Android Lost

Supondo que o seu aparelho tenha sido roubado/perdido hoje e você esteja lendo essa dica agora, e por isso ainda não instalou o aplicativo Android Lost no seu smartphone, será que há como instalar? Sim, você pode instalar o aplicativo no seu smartphone se ele estiver conectado a internet e se "alguém" não tiver trocado o login e senha da sua conta Google, o que é pouco provável.
Para instalar o aplicativo no seu aparelho roubado/perdido, acesse a sua conta no Google Play http://play.google.com, faça login, pesquise por “Android Lost” e instale o primeiro aplicativo que aparecer. O download e instalação serão feitos logo que o seu smartphone conectar-se na internet. Para usar o aplicativo, siga os seguintes passos:
1 – Acesse o site do www.androidlost.com
2 – Clique em “Entrar” e permita que o aplicativo faça login usando a sua conta Google (clique em allow).
3 – Vá em “controles” e em “localização” você ativa o GPS e envia a localização. O GPS do seu smartphone será ativado e uma busca sobre a localização do aparelho será feita e enviada para o seu e-mail (e-mail da sua conta Google).
4 –  Em “controles”, “segurança” você pode usar a câmera do seu celular para tirar foto através da câmera do equipamento. A foto será enviada para a sua conta Google.
5 – Se foi vítima de um roubo/furto, vá até a polícia, faça um boletim de ocorrência e passe os comandos do aparelho para os policiais, assim eles investigarão o roubo/furto do aparelho.
Se este artigo lhe foi útil, partilhe com os seus amigos. Ajude a divulgar nosso blog. Obrigado.
LEIA MAIS »